* O vestido dos meus sonhos

*Por Edla Zim

Meus olhos miraram aquele tecido e eu simplesmente não resisti. Tinha pensado em alugar um vestido, pois o casamento pedia um traje elegante.Mas aquele tecido simplesmente me encantou. Tinha um brilho espetacular. Era tudo que eu precisava para brilhar naquela noite. Mandei cortar o tecido para um longo e nem sequer perguntei o preço. No caixa, paguei sem questionar. Era a primeira vez que comprava sem perguntar o valor antes.

Modelo escolhido (já tinha nos meus sonhos), era hora então de ir na costureira faltando apenas 20 dias para o casamento, pois a caminhada diária, me garantiria um corpo mais curvilíneo. Não magro, porém curvilíneo. Dez dias antes, numa sexta feira a prova do forro me deu certeza que aquele seria o vestido dos meus sonhos. No domingo, procurando o endereço da recepção para localizar no mapa e me prevenir de qualquer problema no dia, fiquei sem ação quando li o horário do casamento. No dia da entrega do convite o que menos me interessou foi ver o horário do enlace,  de tanta alegria que os noivos trouxeram naquela tarde.  Como não prestei atenção nisto?30-o-vestido-dos-meus-sonhos

Logo agora que eu ia usar o meu vestido de paetê holográfico? Que eu nem sabia que era assim que chamava! Como brilhar tendo o sol como fonte de luz e chamar mais atenção que a noiva? Não posso usá-lo. De jeito nenhum, pensei!

E agora? Não tinha a mínima ideia do que fazer na segunda feira, semana do casamento. Alugar seria a saída mais tranquila, mas quem disse que eu gosto de tranquilidade? Acordei cedo e fui comprar outro tecido, agora condizente com o horário.

Na loja já quase desistindo, me apaixonei por outro tecido. Eu sei, me apaixono fácil. Era tão lindo! Roxo, lilás, verde e White. Combinação perfeita para não ter um calçado apropriado. Então, corre porque o tempo já está quase esgotado.

Enquanto faço a primeira prova, saio para ver outra loja e finalmente acho um da cor “quase uva” que casou perfeitamente.  Nesta altura, nem pensei em bolsa. Daria um jeito. Agora foco nos acessórios. Brinco e anel.

Se não achar o anel, pelo menos um brinco lindo, para combinar com estas cores bem “ basiquinhas” que escolhi. Mas pensando bem, quem disse que eu sou básica?

Ufa! Ainda bem que deu tempo. E você já passou por um sufoco parecido?

ivanacoluna
* Edla Zim é Graduada em Administração de empresas, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. Possui Pós Graduação em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Atuou quase 40 anos no mercado, dos quais 30 anos na empresa Tracebel Energia. Mas foi na família, que Edla conquistou sua maior formação e transformação. Palestrante de diversos temas voltados ao comportamento humano, família, mulheres, empresas e jovens.  

Saiba mais sobre Edla Zim clicando aqui.

Get a free blog at WordPress.com Theme: Fusion by digitalnature.