* O Tempo

*Por Vânia Martins

O  tempo!! Em alguns momentos achamos que ele passa rápido; que escorre de nossas mãos; que precisamos do dobro dele para dar conta de tudo que nossa compromissada agenda necessita.

Ele, o tempo, parece ser nosso inimigo no último mês do ano. Queremos fazer tudo enquanto há  tempo e enquanto o tempo do natal não chega todos  querem mais tempo!!!  Tempo  fazer todas as confraternizações e encerramentos de fim de ano;  tempo de comprar todos os presentes; tempo de lavar a casa, arrumar os móveis , concertar todas as coisas, porque o tempo está passando e o natal está chegando.

Mas ao mesmo tempo em que reclamos que  “ o tempo é curto”,  também consideramos ele  longo demais, dependendo das circunstâncias.

ampulheta

Ontem, enquanto era submetida a um exame oftalmológico fui informada de que tal procedimento levaria duas horas em média. Sentada na sala de espera com mais de 15 pessoas  percebi que fazer um exame que duraria duas horas seria  “ tempo demais” para a grande maioria das pessoas que estava ali. Não tinham tempo  para esperar, e ao esperar, reclamavam do tempo: “Que demora, o tempo não passa!”, “duas  horas são uma eternidade!”, “Pra que tanto tempo pra fazer este exame?”.  E o tempo  ali, testemunhando tudo…

O tempo existe  na mesma velocidade de sempre. As fórmulas para contar o tempo variaram tanto geográfica quanto historicamente. Contamos sobre o tempo baseados no movimento do sol, da lua, das estações do ano, na alternância entre os dias e a as noites… mas, o fato é que, desde que se marcou o tempo, um dia tem  24 hs e um calendário anual tem 365 dias. Isso não mudou! Mas nós mudamos!

Aumentamos  a velocidade da nossa existência , Inserimos na linha da vida um tempo cada vez maior para coisas que deveriam ter um tempo cada vez menor: Mais  tempo no celular, mais tempo no computador, mais tempo reclamando,   mais  tempo fofocando, assistindo a vida das  pessoas pelas redes sociais,  mais tempo trabalhando ( diga-se de passagem, os empregados do comércio em tempos de natal, mais parecem zumbis esforçando-se para manter-se de pé até as 22 hs, por conta da tirania da urgência das compras de fim de ano).

E o que faremos com o tempo que nos resta? Quanto tempo nos resta? Não sabemos!!

É tempo de viver a vida com mais sobriedade; de estabelecer prioridades que nos tragam para perto daquilo que de fato vale a pena que é uma vida diante de Deus e ao lado de nossos familiares.

Tempo de “amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos!!”

Tempo de “ juntar tesouros no céu, pois ali estará a salvo das traças, da ferrugem e dos ladrões. Não parece óbvio? Saibam que o lugar em que vocês mais desejam estar é  perto do seu tesouro; é lá que acabarão indo parar.” ( Mateus 6:19 , bíblia “a Mensagem”)

A todos, um tempo de celebração da vida, da vida abundante que há em Deus!!!

 

 

 

img-20160622-wa0008

* Vânia Martins – Graduada em Psicologia pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Pós Graduada em Psicodrama, pela Lócus/Partner RH, com foco em Psicoterapia bipessoal, casal  e grupos, obtendo o título de Psicoterapeuta Psicodramatista. Pós Graduada em Terapia Familiar Relacional Sistêmica, pelo Eirene do Brasil, Blumenau, 2014, com foco em Psicologia Clínica a casais, famílias e indivíduos, obtendo o título de Psicoterapeuta Familiar Sistêmica.

 

Get a free blog at WordPress.com Theme: Fusion by digitalnature.