*Doce abraço: Uma receita deliciosa!

                                                                                                                                                                          *Por Edla Zim     

Ingredientes:
Massa: muita massa!

 Você e alguém que você ame*
 O lugar onde você encontre esta possibilidade, por mais simples que seja
 Braços que abracem ou um corpo que te entregue o calor que vem sempre acompanhado do afeto, mostrando que até os sem braços podem abraçar.
*Avós, pais, filhos, irmãos, sobrinhos, afilhados, companheiros, amigos, um livro, um gato, um cãozinho, mas especialmente, aquela pessoa que você sabe que está precisando desta doçura.
Recheio:

 Amor sem medidas
 Afeto até transbordar
 Um bom ouvido, capaz de escutar o silêncio
 Uma boca pra sorrir

Modo de Preparo:
Separe as preocupações e tristezas. Neste momento, foque o que é mais importante pra que esta sintonia se estabeleça. Feche os olhos e abrace. Este é o processo da mistura. Misture lentamente as suas emoções e envolva-se neste movimento, delicadamente. O fermento pode ser um suspiro, uma lágrima ou um sorriso, que também estará no recheio. Um abraço tem poder curador, pra quem recebe e pra quem dá. Um abraço revigora a alma. Não se preocupe com a temperatura e nem com o tempo. Nesta receita não existe limite para isto, aliás, quanto maior o tempo, melhor será o resultado. Também é permitido colocar a cobertura do seu gosto. Se for infantil, capriche
nas cores, nas gulodices e nos personagens. Vista-se e, comporte-se com um. Se o abraço for para os jovens, a receita não pode ser exagerada, pois nesta fase eles não toleram muita doçura. Para os adultos, um abraço sempre tem um sabor especial. Agora, se tem uma cobertura que deve ser doce, muito doce (mesmo para os diabéticos), é aquela que preparamos para os idosos. Os idosos amam um abraço, então, é uma receita muito fácil de preparar. Não cria pé, não abatuma e mesmo que isto aconteça, não sobrará absolutamente nada. Todo o abraço será aproveitado. Até o finzinho.
Simples, não? Esta é uma receita que não deve ficar guardada, assim como as receitas da mãe e da vó, que são sempre tão saborosas. Dê o seu toque nesta receita. Experimente abraçar várias pessoas ao mesmo tempo, como os jogadores na comemoração de um gol ou de um ponto, por exemplo. Se precisar, coloque mais ingredientes na massa, no recheio e na cobertura. Use e abuse de sua criatividade e não esqueça de compartilhá-la, ok?

 

ivanacoluna* Edla Zim é Graduada em Administração de empresas, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. Possui Pós Graduação em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Atuou quase 40 anos no mercado, dos quais 30 anos na empresa Tracebel Energia. Mas foi na família, que Edla conquistou sua maior formação e transformação. Palestrante de diversos temas voltados ao comportamento humano, família, mulheres, empresas e jovens.  

Saiba mais sobre Edla Zim clicando aqui

Get a free blog at WordPress.com Theme: Fusion by digitalnature.