*Ela me faz tão bem!

Ela me faz tão bem!

No terceiro dia de viagem de férias o garçom trouxe uma cesta de pães. Olhei para Alexandre suplicando que afastasse aquela tentação de mim.  Há 60 dias sem comer pão, sabia que seria impossível resistir.

Aqui eles capricham no pão. Gergelim é de toneladas (bem exagerada mesmo). Pães bem sovados e com aquela farinha branquinha que você pega e fica com os dedos branquinhos.

Mas, o incrível aconteceu quando coloquei na boca o primeiro pedaço de pão. Meu pensamento retornou ao ano de 1993, precisamente na cidade de Florianópolis, numa época que eu precisei de amparo, de acolhida. Recém separada e com o meu emocional fragilizado, minha amiga soube lidar com a situação, como se já tivesse passado por aquilo, algumas vezes.

Maristela, me convidou para passar um final de semana em sua casa para que eu pudesse descansar do estresse que vinha enfrentando. E preparou o que tinha de melhor.

Nunca vou esquecer, e por isto, o retorno ao ano de 93, quando ela me serviu um pão e falou:

_ Coma, trouxe da Europa. Espero que gostes.

Nunca esqueci o sabor daquele pão. E o pão dos próximos 3 meses que fui na casa dela. Na verdade, os dias na companhia dela eram mágicos. Me apresentou Marisa Monte, Adriana Calcanhoto, Tribalistas, cujas músicas, não conhecia e hoje são deleites para meus ouvidos.

Na casa dela eu sentia uma paz absoluta. Tudo o que eu precisava na época. Ela com sua generosidade, me fez um bem danado.

Além das boas músicas e do pão servido quentinho, ela ainda tinha um sorriso e uma conversa que me faziam virar a noite sem sentir sono ou cansaço.

Depois da minha cura, nos afastamos.  Penso que Maristela veio na minha vida para me curar de um período tenso. Ela não me deu só pão e música. Tão certo que o amor ainda se faz forte e presente.

Ela me deu o seu tempo. Ela me escutou atenciosamente e me ofereceu seu ombro.

Enquanto comia o pão aqui na Itália 26 anos depois, eu descobri que ela me deu todo o amor do mundo. O bastante para passar por aquilo tudo e hoje ver minha filha apaixonada pelas mesmas músicas que durante sua infância, embalaram nossos dias.

Que bem danado ela nos fez!

E você, já teve uma pessoa especial assim na sua vida?

Get a free blog at WordPress.com Theme: Fusion by digitalnature.