Edla Zim

Naquele tempo

*Por Edla Zim

A expressão meio século nos remete há um período tão distante.  Velho, antigo e até ultrapassado. Pensando em cinquenta anos, nosso posicionamento já muda.   Tratando-se da idade  de uma pessoa, cinquenta anos, é tão pouco.

Minha avó Ida, usava roupas comportadas e um lenço que escondia a cor dos seus cabelos. Tinha cara de senhorinha e olhar sereno.  Falava baixinho, andava com cautela. Tinha sempre um agrado em sua bolsinha, para cada neto que chegava,  que invariavelmente era uma bala ou uma moedinha, ensinando desde cedo, a importância de poupar.

Para ajudar na economia doméstica, naquele tempo, fazia panos de tarrafas, enquanto ouvia rádio. Aquela velhinha era rigorosa quanto às sobras na hora da comida. Nenhum dos netos arriscava deixar sequer um grão de arroz no prato. Com isto, aprendemos ainda na década de 60, lições contra o desperdício.

Esta mesma velhinha nos colocava para dormir no chão. E quem dormia antes de boas risadas e muita história a ser contada? Era uma época onde a luz era apagada cedo, para que todos dormissem com o compromisso de acordar cedo, pois o mar da Vila Nova era a felicidade de toda família acolhida por meus avós.  Enquanto íamos para a praia, o cavaquinho era feito, o pão era sovado, pois a quantidade de netos era numerosa e não existia padaria na Vila.  Aliás, nem padaria e nem dinheiro para ser torrado com misturas para o café.

Já adulta, descobri que aquela velhinha tinha apenas 50 anos. Hoje com 52, me preparo para encerrar uma jornada de 39 anos de trabalho, para realizar um sonho que embalo há pelo menos 5 anos, ser palestrante.  Nunca me senti tão jovem quanto agora, talvez pela perspectiva de um 2016 que me exigirá versatilidade.  Porém, aos 52, não vejo muita semelhança com a minha avó, talvez pelo fato de não possuir netos e de meu guarda roupa ser baseado em uma calça jeans e um tênis all star.

 

ivanacoluna
* Edla Zim é Graduada em Administração de empresas, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. Possui Pós Graduação em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Atuou quase 40 anos no mercado, dos quais 30 anos na empresa Tracebel Energia. Mas foi na família, que Edla conquistou sua maior formação e transformação. Palestrante de diversos temas voltados ao comportamento humano, família, mulheres, empresas e jovens.  

Saiba mais sobre Edla Zim clicando aqui.

 

 

Get a free blog at WordPress.com Theme: Fusion by digitalnature.